Mano Walter - Balada Do Vaqueiro

Mano Walter - Balada Do Vaqueiro
Letra: Mano Walter - Balada Do Vaqueiro

E da vaquejada pro bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
uísque, Red bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro

E da vaquejada pra bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
uísque, Red bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro...

Mandei lavar meu carro, regular meu paredão
Separei meus cavalos, quarto de milha, alazão

Peguei a minha cela, espora, luva e chicote
Coloquei os cavalos la encima do reboque

Já comprei a bebida, convidei a mulherada
Chegou o fim de semana eu vou partir pra vaquejada

E da vaquejada pro bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
uísque, Red Bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro

E da vaquejada pra bar, do bar para o motel
E na boiada eu sou carrasco, na cama eu sou cruel
uísque, Red bull, e o bolso cheio de dinheiro
Galera fica doida na balada do vaqueiro...

Postar um comentário

Copyright © videoclipe.net